Destaques
Como escolher um(a) namorado(a)?
Dicas de como escolher um namorado Escolher um(a) namorado(a) não é uma tarefa fácil. Na verdade, é uma tarefa muito exigente.

Primeiro: se você quiser encontrar uma pessoa para namorar, terá de procurá-la. Não basta rezar e permanecer de braços cruzados. Isso não quer dizer que você tenha de sair se oferecendo por aí. É importante socializar-se, estar entre jovens, em ambientes que demonstrem aquilo que você quer assumir. Exemplo: se você quiser um cara sério, um cristão atuante na Igreja, não será em um baile funk que você irá encontrá-lo.

Segundo: é importante conhecer um pouco essa pessoa que você está querendo namorar, antes de ficar com ela e assumir um compromisso sério. Não vá com muita “sede ao pote”. Perceba, primeiro, quem ela é, pois a amizade é um filtro para escolher um(a) namorado(a).

É preciso saber o que você deseja


Terceiro: lembre-se de que não existem homens ou uma mulheres perfeitos. O que existem somos nós, seres pecadores. Não queira alguém pronto. O namoro, o noivado e o casamento são, justamente, para nos ajudar a construir uma pessoa melhor para o mundo e para Deus. É claro que, há virtudes e modos de pensar primordiais. Se você for uma pessoa exigente para escolher a roupa que usará num baile de formatura, deverá ser muito mais para escolher com quem dividirá a sua história de vida e os seus sonhos.

Particularmente, fui bem exigente na minha escolha e tive de esperar seis anos até namorar o Guilherme; uma longa espera que exigiu sacrifícios. Antes dessa espera, tive outros relacionamentos, mas num determinado momento, foi preciso rompê-los, porque percebia que não seria bom permanecer neles.
Pior do que terminar um namoro é casar-se com a pessoa errada. Para que possa fazer bem uma escolha: é preciso saber o que você deseja. O que você quer? Que tipo de rapaz ou de garota você quer? Que qualidade o seu(sua) namorado(a) deve ter? O que você espera dele(a)? Você não deve ter medo de pontualizar as suas prioridades e as apresentar para Deus. Reze com a sua verdade, com a solidão que assola seu coração de solteiro(a). Reze com a alegria de ter um namorado(a) maravilhoso(a). Enfim, converse com Deus com a sua mais sincera verdade.

“O namoro é o melhor momento para um divórcio”

Ao escolher um namorado(a) não se prenda às aparências físicas, pois, elas passam e não sustentam um verdadeiro amor. Desça até a profundeza de sua alma e busque lá os seus valores.

O namoro é um tempo belo de conhecimento na vida de dois jovens. Começa com a amizade, ou até mesmo com a atração física, mas com o tempo, vai saindo da superficialidade e se aprofundando. O namoro é o momento certo para escolher se é com essa pessoa que você quer passar o resto da sua vida. Como diz o professor Felipe Aquino, “o namoro é o melhor momento para um divórcio”.

Se perceber que o seu namoro não o está ajudando a ser uma pessoa melhor; que não o ajuda a construir o seu caminho para o Céu: não tenha medo de rompê-lo. Namorar é tempo de fazer escolhas conscientes que vão além de sentimentos e emoções.

Deus abençoe a sua escolha!

Outros Destaques
16:00
31/12/69
Os atributos da Igreja Católica: uma Igreja Apostólica
Uma Igreja Apostólica
16:00
31/12/69
Cristo era um revolucionário?
A adoção da análise marxista é um veneno para a fé católica. Como, então, seria Cristo um marxista, um revolucionário?
16:00
31/12/69
Bispo de Umuarama (PR) lança projeto “Ecologia Integral” sobre questões socioambientais co
“Não há duas crises separadas: uma ambiental e outra social; mas uma única e complexa crise socioambiental”, afirma o Papa Francisco.
16:00
31/12/69
Deixar-se conduzir pelo Espírito Santo
A abertura aos dons do Espírito Santo possibilita um salto qualitativo na existência
 
Santuário Eucarístico Diocesano
Paróquia Nossa Senhora de Fátima | WebMail
Praça João XXIII S/N - CEP 87200-000
Caixa Postal 152 | Cianorte - Paraná
Fone-Fax (44) 3619-1493