Notícias
03 de Janeiro de 2019
Papa: é um escândalo ir à igreja e odiar os outros
Na primeira catequese de 2019, Papa Francisco segue com o ciclo de reflexões sobre a oração do Pai Nosso Vatican News

Na primeira Audiência Geral do ano de 2019, realizada na Sala Paulo VI devido ao frio, o Papa Francisco deu continuidade ao ciclo de catequeses sobre o Pai Nosso, iniciado em 5 de dezembro, inspirando-se nesta quarta-feira na passagem de Mateus 6, 5-6.

O Evangelho de Mateus – explicou Francisco aos 7 mil presentes na Sala Paulo VI – coloca o texto do “Pai Nosso” em um ponto estratégico, no centro do Sermão da Montanha (Mt 6, 9-13). Reunidos em volta de Jesus no alto da colina, uma “assembleia heterogênea” formada pelos discípulos mais íntimos e por uma grande multidão de rostos anônimos é a primeira a receber a entrega do Pai Nosso.

Neste “longo ensinamento” chamado “Sermão da Montanha”, de fato, Jesus condensa os aspectos fundamentais de sua mensagem:

“Jesus coroa de felicidade uma série de categorias de pessoas que em seu tempo – mas também no nosso! – não eram muito consideradas. Bem-aventurados os pobres, os mansos, os misericordiosos, os humildes do coração … Esta é a revolução do Evangelho. Onde está o Evangelho há uma revolução. O Evangelho não deixa quieto, nos impulsiona, é revolucionário. Todas as pessoas capazes de amar, os pacíficos que até então ficaram à margem da história, são, ao contrário, construtores do Reino de Deus”.

É como se Jesus – explica o Papa – estivesse dizendo : “em frente, vocês que trazem no coração o mistério de um Deus que revelou sua onipotência no amor e no perdão!”.

Desta porta de entrada, que inverte os valores da história, brota a novidade do Evangelho:

“A lei não deve ser abolida, mas precisa de uma nova interpretação, que a leve de volta ao seu significado original. Se uma pessoa tem um bom coração, predisposto a amar, então compreende que cada palavra de Deus deve ser encarnada até suas últimas consequências. O amor não tem limites: pode-se amar o próprio cônjuge, o próprio amigo e até mesmo o próprio inimigo com uma perspectiva completamente nova”.

Este é “o grande segredo que está na base de todo o sermão da montanha: sejam filhos de vosso Pai que está nos céus”, disse o Pontífice, chamando a atenção para o fato de que em um primeiro momento, estes capítulos do Evangelho de Mateus podem parecer um discurso moral, evocar uma ética tão exigente a ponto de parecer impraticável. Mas pelo contrário, “descobrimos que são sobretudo um discurso teológico:

“O cristão não é alguém que se esforça para ser melhor do que os outros: ele sabe que é pecador como todos. O cristão é simplesmente o homem que para diante da nova Sarça Ardente, da revelação de um Deus que não traz o enigma de um nome impronunciável, mas que pede a seus filhos que o invoquem com o nome de “Pai”, para deixar-se renovar por seu poder e de refletir um raio de sua bondade por este mundo tão sedento de bem, tão à espera de boas notícias”.

E Jesus – explica o Papa – introduz o ensinamento da oração do “Pai Nosso” distanciando dois grupos de seu tempo, começando pelos hipócritas”, que rezam nas praças e sinagogas para serem vistos. “Há pessoas – disse o Papa – que são capazes de tecer orações ateias, sem Deus: fazem isso para serem admiradas pelos homens”, completando:

“E quantas vezes nós vemos o escândalo daquelas pessoas que vão à igreja, estão lá todo o dia, ou vão todos os dias, e depois vivem odiando os outros e falando mal das pessoas. Isto é um escândalo. Melhor não ir à igreja. Viva assim como ateu. Mas se você vai à igreja, viva como filho, como irmão e dá um verdadeiro testemunho. Não um contratestemunho”.
A oração cristã, pelo contrário, não tem outro testemunho crível senão a própria consciência, onde se entrelaça intensamente um diálogo contínuo com o Pai.

Jesus então, explica ainda Francisco – “toma distância das orações dos pagãos” – que acreditavam ser ouvidos pela força das palavras. O Papa recorda a cena do Monte Carmelo, onde diferentemente dos sacerdotes de Baal que gritavam, dançavam, pediam tantas coisas, é ao Profeta Elias, que fica calado, que o Senhor se revela:

“Os pagãos pensam que falando, falando falando, se reza. Também eu penso aos tantos cristãos que acreditam que rezar – desculpem-me – é falar a Deus como um papagaio. Não! Rezar se faz do coração, de dentro”.

O Pai Nosso – reitera o Santo Padre – “poderia ser também uma oração silenciosa: basta no fundo colocar-se sob o olhar de Deus, recordar-se de seu amor de Pai, e isto é suficiente para serem ouvidos”.

“Que bonito pensar que o nosso Deus não precisa de sacrifícios para conquistar o seu favor! Ele não precisa de nada, nosso Deus: na oração pede somente que tenhamos aberto um canal de comunicação com ele, para nos descobrirmos sempre seus amados filhos”, disse o Papa ao concluir.

Outras Notícias
15/06/19
Papa: “O amor ao próximo não consiste em palavras, mas em obras”
Em mensagem, Francisco afirmou que o cristianismo deve influir positivamente na vida moral e pública
15/06/19
Viver em comunidade
A liturgia celebra, neste domingo, a solenidade da Santíssima Trindade. Os ensinamentos de Jesus Cristo revelaram três pessoas divinas, mas três pessoas num só Deus. Escreve o evangelista: “Quando, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele n&at...
11/06/19
A falta de Deus leva as pessoas a atos violentos, afirma Dom Orani
Em entrevista ao Vatican News, o Cardeal Orani João Tempesta, falou sobre as perseguições contra os cristãos no mundo
11/06/19
Papa: a relação de gratuidade com Deus nos ajuda a servir os outros
Não há relação com Deus fora da gratuidade foi o afirmou o Papa Francisco durante homilia da missa desta terça-feira, 11, na Casa Santa Marta Da redação, com Vatican News
27/05/19
A tarefa do Espírito Santo é ajudar a humanidade, afirma Francisco
Durante o Regina Coeli, o Santo Padre falou da importância da presença do Espírito Santo na vida da Igreja e dos fieis
25/05/19
Nossa Senhora Auxiliadora: devoção que atravessa o tempo
Maio, mês em que se é celebrado o dia das Mães, é também dedicado a Mãe do Salvador
25/05/19
Palavra de Deus indica: humildade, comunhão e renúncia, afirma Papa
Francisco celebrou nesta quinta-feira, 22, uma missa por ocasião da 21a Assembleia Geral da Caritas Internationalis
25/05/19
Devotos aguardam, com alegria, a data da canonização de Irmã Dulce, o “Anjo Bom da Bahia”
Irmã Dulce será proclamada santa! Esta é a notícia que percorre o mundo e enche de alegria os corações dos fiéis, de forma particular, os da arquidiocese de Salvador desde o dia 14 de maio, quando a Santa Sé divulgou que o segundo milagre por intercessão do &ldquo...
22/05/19
Em cerimônia, Brasil é consagrado ao Imaculado Coração de Maria
Evento aconteceu no Palácio do Planalto na tarde desta terça-feira, 21; ofício foi apresentado pelo deputado federal Eros Biondini
22/05/19
Paz de Jesus ajuda a suportar dificuldades na vida, afirma Papa
Na homilia da missa desta terça-feira, 21, Francisco comentou a promessa de Jesus aos discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”
20/05/19
Amai-vos uns aos outros’, pede o Santo Padre durante Regina Coeli
Francisco, em sua tradicional oração mariana, lembrou esta passagem do Evangelho em que Jesus fala do amor ao próximo
20/05/19
18 de maio: Igreja recorda nascimento de São João Paulo II
Neste sábado, 18, o santo completaria 99 anos de vida; fiéis devotos no mundo inteiro recordam o Papa da Juventude
18/05/19
Papa aos missionários: novos horizontes pastorais
Papa Francisco recebeu os participantes no Capítulo Geral da Sociedade da Missões Africanas nesta sexta-feira, no Vaticano
18/05/19
Papa anuncia tema do Encontro Mundial das Famílias 2021
“Amor familiar: vocação e caminho de santidade”, é o tema do próximo Encontro Mundial das Famílias
16/05/19
Papa: O Senhor nos dá a paz, mas devemos pedir ‘livrai-nos do mal’
Francisco deu continuidade nesta quarta-feira, 15, ao seu ciclo de catequeses sobre a oração do Pai Nosso
15/05/19
Cardeal Tagle aos fiéis: viver como Jesus, a partir do exemplo de Maria
Em Portugal, cardeal filipino celebrou a missa desta segunda-feira, 13, dedicada a Nossa Senhora de Fátima e desafiou os cristãos a viverem o Evangelho
14/05/19
Papa Francisco esteve em Fátima em 2017, por ocasião do Centenário das Aparições
O Papa Francisco recordou, na manhã deste 13 de maio, em mensagem no Twitter, o dia de Nossa Senhora de Fátima. “Maria, Virgem de Fátima, temos a certeza que cada um de nós é precioso aos teus olhos e que nada te é desconhecido de tudo o que habita os nossos cora&c...
14/05/19
Regina Coeli: “Jesus é o verdadeiro pastor do povo de Deus”, afirma Papa
Em sua tradicional saudação dominical, Francisco também não se esqueceu das mães de todo o mundo
14/05/19
Papa ordena 19 sacerdotes:
A Diocese de Roma ganhou 19 sacerdotes; todos foram ordenados pelo Papa Francisco
10/05/19
Na Missa, Papa pede que cristãos se abram à voz do Senhor
Francisco celebrou a Missa na capela da Casa Santa Marta e na homilia comentou o liturgia do dia, extraída dos Atos dos Apóstolos
 
Santuário Eucarístico Diocesano
Paróquia Nossa Senhora de Fátima | WebMail
Praça João XXIII S/N - CEP 87200-000
Caixa Postal 152 | Cianorte - Paraná
Fone-Fax (44) 3619-1493