Notícias
19 de Julho de 2019
Dia da Caridade é incentivo para práticas diárias de solidariedade
Idosa e jovem contam sobre práticas de caridade que vivem no cotidiano e incentivam virtude como hábito; “Devemos viver a caridade todos os dias”

“Difundir e incentivar a prática da solidariedade e do bom entendimento entre os homens”. Esta frase é do artigo primeiro da lei federal 5.063 e diz sobre o propósito do Dia da Caridade, instituído no Brasil em 1966 pelo presidente da época, Humberto de Alencar Castelo Branco, e celebrado nesta sexta-feira, 19. A caridade é definida como uma virtude teologal ou um ato pelo qual se beneficia o próximo ou alguém em situação de inferioridade (física, moral, social etc.). O atributo tem como sinônimo a compaixão, a benevolência e a piedade.

Apesar do incentivo a caridade ter sido sancionado há 56 anos, a virtude continua atual e é parte do cotidiano de muitos brasileiros. “Visitas a hospitais, casas de misericórdias, asilos, orfanatos, creches e presídios, e a todos os demais lugares onde a pobreza e a dor mais se façam sentir”, é uma das recomendações da lei — que ainda é pouco conhecida —, e que são praticadas não somente neste dia, mas durante todo o ano por muitos.

Elza Souza Couto, fisioterapeuta aposentada de 72 anos, revela que realiza práticas de caridade há 40 anos na cidade de Lorena, interior de São Paulo. A aposentada conta com o apoio de sua amiga Cristina Ferrari. Juntas, as amigas cobrem moradores de rua, tomam conta de um bazar cuja a renda é usada para ajudar famílias que passam necessidade e o projeto “Natal Solidário” (ação que entrega brinquedos a crianças carentes que moram nas periferias da cidade onde vivem) realizado há 28 anos . “Vamos na periferia, mas bem na periferia mesmo, em bairros distantes onde as crianças não têm a oportunidade de ir até o centro da cidade para participar de festas natalinas. Nós levamos a festa até eles”, explicou Elza.

Um morador de rua foi quem despertou em Elza o desejo de iniciar as obras de caridade:“Há 40 anos, meu filho saiu da academia, estava de short e chinelo em uma noite muito fria, e foi para a rodoviária pegar um ônibus e ir para a casa. Quando ele chegou na rodoviária, um morador de rua que estava deitado disse a ele: ‘O meu irmão, deita aqui ao meu lado que eu reparto a coberta com você. Está muito frio, você não está agasalhado, eu divido a minha coberta com você’. Meu filho disse que não precisava e foi para a casa. Quando chegou, me contou e eu fiquei comovida com aquilo porque pensei: ‘Poxa vida, uma pessoa que está lá, em uma situação dessa, de repente oferece um pedaço do seu cobertor para agasalhar outro e as vezes temos tanta coisa em casa e não oferecemos para o irmão que está precisando’. Então comecei a cobrir os moradores de rua”.

“Nunca o encontrei, não sei quem é, mas ele ficou marcado na minha história. (…) Ele foi tão humano. Ele que estava na rua, naquela situação foi tão humano de oferecer um pedaço do seu cobertor para o meu menino. Aquilo chamou muito minha atenção”, revela a aposentada que acrescentou outra motivação a sua prática constante da caridade: “Me dói muito uma pessoa chegar a morrer de frio”.

Elza revela que viver a caridade lhe rende muitos ensinamentos, mas também muitas críticas: “Muitas vezes eu sou criticada, as pessoas falam que vou cobrir pessoas que não trabalham, que se drogam, mas eu sempre penso assim: eu sou tão pecadora quanto qualquer pessoa. Eu não estou aqui para julgar. Eu vou lá cubro os moradores de rua com cobertor para que não morram de frio, procuro ajudá-los, agora, julgá-los isso é só Deus”.

Nos últimos anos a aposentada comemora o surgimento de novos grupos que realizam trabalhos semelhantes ao dela. “Já tem grupos de jovens que realizam trabalhos com os moradores de rua, grupos da Igreja que fazem sopas e distribuem. Eu com a minha idade, já estou passando para os jovens, mas permaneço firme ao propósito. Podendo socorrer, faço com o maior prazer”, contou. Elza incentiva os que não realizam práticas caridade a terem a experiência de vivê-las:

“A gente pensa que dá alguma coisa, que está levando um cobertor e fazendo caridade, mas é o contrário, nós que recebemos. Ouvimos histórias, porque muitos querem conversar e contar suas histórias, enfim, aprendemos vendo o quanto somos egoístas. As vezes somos indiferentes a essas pessoas. (…) Nós somos todos irmãos. Se cada ser humano pensar no próximo e tentar ajudar um pouco… Ajudar não quer dizer dar muito, não é dinheiro ou coisas materiais, as vezes é uma palavra, conselho, atenção. Precisamos ser um pelo outro, se todo mundo se preocupasse em ser um pelo outro eu acho que o mundo não teria tantos problemas como tem hoje. Devemos viver a caridade todos os dias, procure sempre fazer alguma coisa para ajudar o próximo. Tem tanta coisa que podemos fazer”, aconselhou a aposentada.

Outras Notícias
03/08/19
Primeiro Domingo de agosto é dedicado aos Ministérios Ordenados
Ao longo do mês de agosto, a Igreja dedica cada domingo a um estado de vida
03/08/19
"A vida consagrada é um dom de Deus à sua Igreja", diz Dom Jaime
Bispo nomeado membro de congregação da Santa Sé quer acompanhar e promover a vida consagrada
03/08/19
Papa exorta jovens: "Deixar-se transformar em discípulos missionários"
Francisco enviou uma mensagem aos jovens cubanos por ocasião do II Dia Nacional da Juventude celebrado em Cuba nesta quinta-feira, 1
22/07/19
"Conceda-nos a graça de amar e servir a Deus", pede o Papa no Angelus
No Angelus deste domingo, Francisco fez este pedido à Virgem Maria e lembrou o 50º aniversário da chegada do homem à lua
22/07/19
Preocupação com o povo
Esta era a meta principal de Jesus Cristo. Ele veio para fazer o trajeto da humanidade, ficar na retaguarda para atender às necessidades urgentes dos mais excluídos e se colocar no lugar de cada um deles. É o que vemos na cena acontecida com o bom samaritano, quando Jesus não se identifica propriam...
19/07/19
Rezar e trabalhar
O período da Igreja chamado Tempo Comum, no qual nos encontramos e vai até o final do Ano litúrgico, no qual a Liturgia Dominical é celebrada com os paramentos verdes, é propício para o aprofundamento das várias dimensões da vida cristã. “Ora et labora&rdquo...
12/07/19
O Bom Samaritano
Nas celebrações do próximo domingo, o Evangelho a ser proclamado será a comovente Parábola do Bom Samaritano contada por Jesus para responder a pergunta de um doutor da Lei, sobre quem seria o seu próximo. No fim da narração, Jesus devolve a pergunta: “Na tua opini...
12/07/19
O perigo das tentações
Passamos por sucessivas crises políticas ocasionadas por escândalos também sucessivos, os quais vão vindo à tona  em tal quantidade que nos questiona nos obrigando a uma reflexão. Cada um faz a sua análise ou reflexão, de acordo com a realidade na qual está im...
11/07/19
As muitas faces da mesma caridade
São Camilo de Lellis, comemorado pela Igreja no dia quatorze de julho, fundador dos Ministros dos enfermos, “Camilianos”, foi um homem de tamanha piedade e compaixão pelos doentes e moribundos e por todos os pobres e miseráveis. Em sua atribulada e diversificada vida, experimentou o afeto fami...
11/07/19
Urgência da Paz
A onda de violência que tem sacudido o mundo de hoje, torna urgente o nosso empenho pela paz. Por isso, faço minha a bela e pungente mensagem do nosso irmão, Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo diocesano de Nova Iguaçu, preocupado com a violência na sua região, a Baixada Fluminense, mens...
06/07/19
Igreja, Casa e Missão
06/07/19
Anunciar Jesus Cristo, hoje?
O texto bíblico, da liturgia católica deste domingo, tirado de Lucas 10,1-12.17-20, conta que Jesus escolheu discípulos e os enviou, na “sua frente, a toda cidade e lugar onde ele próprio devia ir”. Faz recomendações sobre como deveria ser a postura deles e descreve alguma...
01/07/19
Vaticano reafirma que segredo de confissão é inviolável
A Penitenciaria Apostólica do Vaticano publicou uma nota reiterando a inviolabilidade do Sacramento da Confissão
01/07/19
Canonização de Irmã Dulce será no dia 13 de outubro
Canonização da beata brasileira e de mais quatro beatos foi anunciada nesta segunda-feira, 1, após Consistório Ordinário Público presidido pelo Papa
01/07/19
Papa presenteia Bartolomeu I com relíquia de São Pedro
Francisco presenteou o Patriarca Bartolomeu com um relicário contendo uma relíquia de São Pedro, por ocasião da festa dos Santos Pedro e Paulo
28/06/19
Papa ao Apostolado da Oração: o coração da missão da Igreja é a oração
Francisco recebeu Apostolado da Oração nesta sexta-feira, 28, em audiência
26/06/19
“Não há lugar para o egoísmo na alma do cristão”, afirma Papa
A primeira comunidade cristã foi o tema da última catequese antes da pausa de verão; Francisco retornará com o compromisso no dia 7 de agosto
24/06/19
Três novos arcebispos brasileiros vão receber o pálio das mãos do Papa
Neste sábado, 29, Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, o Papa Francisco preside a tradicional missa durante a qual entrega o pálio aos novos arcebispos metropolitanos. Desta vez, os brasileiros serão três: Dom Dario Campos, da Arquidiocese de Vitória (ES), Dom Jo&at...
24/06/19
A natividade de São João Batista, o profeta do Altíssimo, é celebrada neste dia 24 de junh
No dia 24 de junho, a Igreja celebra a solenidade litúrgica do nascimento de João Batista. Segundo o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, João Batista e a Virgem Maria são os únicos em que a liturgia lembra o nascimento. “Os demais santos são comemora...
22/06/19
Aos médicos católicos, Papa indica "escola de Jesus"
Em audiência no Vaticano, Papa afirmou que “curar significa iniciar um percurso: um caminho de alívio, consolação, reconciliação e cura”
 
Santuário Eucarístico Diocesano
Paróquia Nossa Senhora de Fátima | WebMail
Praça João XXIII S/N - CEP 87200-000
Caixa Postal 152 | Cianorte - Paraná
Fone-Fax (44) 3619-1493